educacao-financeira-importancia

O Que é Educação Financeira? Porquê é Tão Importante?

O que é educação financeira? Educação financeira é simplesmente compreender o dinheiro e administrá-lo da melhor forma possível para ter mais tranquilidade no futuro e realizar seus sonhos.

É mais do que apenas escrever as despesas em um caderno ou planilha e economizar: trata-se de encontrar maneiras de fazer do dinheiro um aliado, não um inimigo.

Educação financeira deveria ser ensinada na escola desde os primeiros anos, da mesma maneira que português ou matemática!

Desafios da educação financeira no Brasil

A realidade no Brasil ainda está longe do ideal: de acordo com a Pesquisa Global de Alfabetização Financeira do S&P Ratings Service, o país ocupa o 74º lugar em um ranking que avalia a alfabetização financeira em 140 países.

De acordo com uma pesquisa do SPC, 46% dos brasileiros não têm uma visão geral de seu orçamento.

Entretanto, não se deve esquecer que o país enfrentou muitos problemas financeiros no passado, tais como hiperinflação e flutuações cambiais.

Isto tem levado insegurança econômica para a população, que ainda hoje luta contra crises principalmente em tempos pandêmicos.

Também é muito fácil afirmar que os brasileiros não estudam educação financeira ou fazem dividas porque querem.

Em primeiro lugar, falar sobre dinheiro é um grande tabu, o que é preocupante por si só e dificulta o acesso a informações e opiniões relevantes sobre como administrar melhor nossa economia.

Em segundo lugar, a taxa de desemprego do país piorou como resultado da pandemia:

No segundo trimestre de 2021, ficou em 14,1%, de acordo com a pesquisa do IBGE, atingindo 14,4 milhões de brasileiros.

O desenvolvimento da educação financeira é algo gradual e que ainda possui muitos desafios a serem superados no Brasil.

Qual é a importância da educação financeira?

A importância da educação financeira é que ela cria indivíduos mais conscientes e responsáveis.

O resultado disso são melhores decisões, tanto individuais quanto familiares.

Essas decisões incluem questões como crédito, investimentos, gastos, organização, planejamento e monitoramento das finanças pessoais.

Ela se concentra em contribuir para uma relação mais equilibrada e saudável com o dinheiro.

Uma pessoa educada financeiramente não só aprende a economizar e usar seus recursos com sabedoria, mas também compreende a necessidade de uma melhor qualidade de vida, essa pessoa está preparada para eventos imprevistos e garante estabilidade orçamentária a curto e longo prazo.

Ao aprender sobre educação financeira, naturalmente você terá maiores chances de evitar dívidas, que é mais um problema que aflige os brasileiros.

De acordo com uma pesquisa realizada em julho deste ano pela Confederação Nacional do Comércio, Serviços e Turismo (CNC), 71% dos lares brasileiros estão endividados.

Como explicamos no capítulo anterior, há vários fatores que dificultam o desenvolvimento da educação financeira no Brasil.

É importante estar consciente da importância desta questão e implementar algumas medidas para mudar este cenário, levando em conta a realidade e cada uma delas.

Educação financeira nas escolas

Este ano o MEC (Ministério da Educação), montou um programa de educação financeira para as escolas.

No âmbito do programa, os professores terão acesso a cursos gratuitos de educação financeira para integrar a matéria na sala de aula.

A educação financeira para crianças incluirá uma compreensão básica das finanças pessoais e está em conformidade com as diretrizes e recomendações globais da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Este é um passo muito importante para o desenvolvimento da educação financeira das crianças.

e as crianças recebem esta educação desde cedo, é mais provável que se tornem adultos responsáveis, informados e financeiramente bem sucedidos.

Isto porque as crianças aprendem desde cedo a desenvolver uma atitude mais saudável em relação ao dinheiro, a quebrar o paradigma de que é um assunto tabu e a compreender a importância de administrar suas finanças sabiamente desde o momento em que recebem seu primeiro salário.

Leia também: 6 Dicas Para Melhorar sua Educação Financeira

4.9/5 - (11 votes)
Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima